Árvores de Pequeno Porte

4 a 6 metros de altura e diâmetro da copa de até 6 metros

 

*Nome popular - Nome científico (espécie)

01

Araçazeiro - Psidium cattleianum

 

Características: árvore de raiz pivotante, caule ornamental, copa globosa e folhas perenes. Floração expressiva, de cor branca, de setembro a janeiro. A frutificação ocorre de fevereiro a março, é atrativa para aves e própria para o consumo humano.

 

Observações: espécie pioneira, típica de mata de restinga e de mata de encosta, indicada para a recuperação de áreas degradadas. Seu crescimento é lento e a muda é de fácil produção. Gosta de exposição plena ao sol e de solo com constituição arenosa ou argilosa.

Ambiente adequado para o plantio:

Jardins Residenciais / Praças / Parques

Matriz: Parque do Córrego Grande - 27° 35’ 51.7” S  48° 30’ 35.2” O

Bacupari - Garcinia gardneriana

 

Características: árvore de raiz pivotante, caule ornamental, copa cônica e folhas perenes. Floração de cor branco-esverdeada, com perfume, de setembro a novembro. A frutificação ocorre de dezembro a maio, é ornamental, atrativa para aves e própria para o consumo humano.

Observações: espécie clímax, típica de vegetação de restinga e de mata de encosta. Seu crescimento é lento e a muda é de fácil produção. Gosta de local sombreado e de solo com constituição arenosa ou argilosa.

Ambiente adequado para o plantio:

Jardins Residenciais / Praças / Parques

Matriz: Parque da Lagoa do Peri - 27° 35’ 51.7” S  48° 30’ 35.2” O

Baga-de-tucano - Byrsonima ligustrifolia

 

Características: árvore de raiz pivotante, copa globosa e folhas perenes. Floração expressiva, de cor branco-rosada, de novembro a dezembro. A frutificação ocorre de janeiro a maio e é atrativa para aves.

 

Observações: espécie pioneira, típica de mata de restinga e de mata de baixada, indicada para a recuperação de áreas degradadas. Seu crescimento é moderado e a muda é de fácil produção. Gosta de exposição plena ao sol e de solo com constituição argilosa.

Ambiente adequado para o plantio:

Jardins Residenciais / Praças / Parques

Matriz: Parque das Dunas da Conceição - 27° 38’ 06.2” S  48° 27’ 59.3” O

Carobinha - Jacaranda puberula

 

Características: árvore de raiz pivotante, copa globosa, folhagem ornamental e folhas caducas. Floração exuberante de cor roxa/branca, de agosto a dezembro. A frutificação ocorre de fevereiro a março e tem pouco valor ornamental.

 

Observações: espécie pioneira, típica de mata de encosta. Seu crescimento é rápido e a muda é de fácil produção. Gosta de exposição plena ao sol e de solo com constituição arenosa.

Ambiente adequado para o plantio:

Jardins Residenciais / Praças / Parques

Matriz: Lagoinha do Leste - 27° 46’ 44.5” S  48° 29’ 58.1” O

Caúna - Ilex dumosa
 

Características: árvore de raiz pivotante, copa oval e folhas perenes. Floração expressiva, de cor branca, com perfume, de outubro a abril. A frutificação ocorre de dezembro a maio, é ornamental e atrativa para aves.

 

Observações: espécie clímax, típica de mata de restinga. Seu crescimento é lento e a muda é de difícil produção. Gosta de exposição plena ao sol e de solo com constituição arenosa.

Ambiente adequado para o plantio:

Jardins Residenciais / Praças / Parques

Matriz: Parque da Lagoa do Peri - 27° 46’ 44.5” S  48° 29’ 58.1” O

GuamirimEugenia catharinae*

 

Características: árvore de raiz pivotante, copa globosa, folhagem ornamental e folhas perenes. Floração expressiva, de cor branca, com perfume, de outubro a março. A frutificação ocorre de novembro a abril, é ornamental e atrativa para aves.

 

Observações: espécie pioneira, típica de mata de restinga, indicada para a recuperação de áreas degradadas. Seu crescimento é lento e a muda é de fácil produção. Gosta de exposição plena ao sol e de solo com constituição arenosa.

Ambiente adequado para o plantio:

Jardins Residenciais / Praças / Parques

Matriz: Parque da Lagoa do Peri - 27° 43’ 50.7” S  48° 30’ 44.1” O

*Errata: no folder, onde se lê Eugenia catharinensis, que se leia Eugenia catharinae.

Guamirim - Eugenia kleinii

 

Características: árvore de raiz pivotante, tronco ornamental, copa irregular e folhas perenes. Floração expressiva, de cor branca, de junho a setembro. A frutificação ocorre de outubro a dezembro, é ornamental e atrativa para aves.

 

Observações: espécie clímax, típica de mata de encosta. Seu crescimento é lento e a muda é de fácil produção. Gosta de local sombreado e de solo com constituição arenosa ou argilosa.

Ambiente adequado para o plantio:

Jardins Residenciais / Praças / Parques

Matriz: Maciço da Costeira - 27° 38’ 08.2” S  48° 30’ 26.4” O

Ipê-verde - Cybistax antisyphilitica

 

Características: árvore de raiz pivotante, copa irregular e folhas caducas. Floração expressiva, de cor amarelada, de setembro a novembro. A frutificação ocorre de janeiro a maio, e é ornamental.

 

Observações: espécie pioneira, típica de mata de encosta. Seu crescimento é moderado e a muda é de fácil produção. Gosta de exposição plena ao sol e de solo com constituição arenosa.

Ambiente adequado para o plantio:

Jardins Residenciais / Praças / Parques

Matriz: Lagoinha do Leste - 27° 46’ 43.1” S  48° 30’ 22.4” O

Pau d´arco - Guarea macrophylla

 

Características: árvore de raiz pivotante, copa irregular e folhas perenes. Floração expressiva, de cor rósea, de outubro a fevereiro. A frutificação ocorre de junho a outubro, é ornamental e atrativa para aves.

 

Observações: espécie pioneira, típica de mata de encosta e de mata de baixada, indicada para a recuperação de áreas degradadas. Seu crescimento é moderado e a muda é de fácil produção. Gosta de local sombreado e de solo com constituição arenosa ou argilosa.

Ambiente adequado para o plantio:

Jardins Residenciais / Praças / Parques

Matriz: Naufragados - 27° 49’ 23.5” S  48° 33’ 42.1” O

Pitangueira - Eugenia uniflora

 

Características: árvore de raiz pivotante, caule e folhagem ornamentais, copa globosa e folhas semicaducas. Floração expressiva, de cor branca, de agosto a novembro. A frutificação ocorre de outubro a janeiro, é ornamental e atrativa para aves.

 

Observações: espécie clímax, típica de mata de restinga e de mata de baixada. Seu crescimento é moderado e a muda é de fácil produção. Gosta de exposição plena ao sol e de solo com constituição arenosa ou argilosa.

Ambiente adequado para o plantio:

Jardins Residenciais / Praças / Parques

Matriz: Parque da Luz - 27° 35’ 31.9” S  48° 33’ 33.8” O

Pitangueira-do-mato - Myrcia palustris

 

Características: árvore de raiz pivotante, copa globosa e folhas perenes. Floração expressiva, de cor branca, de novembro a janeiro. A frutificação ocorre de fevereiro a junho, é ornamental e atrativa para aves.

 

Observações: espécie pioneira, típica de mata de restinga, indicada para a recuperação de áreas degradadas. Seu crescimento é lento e a muda é de fácil produção. Gosta de exposição plena ao sol e de solo com constituição arenosa ou argilosa.

Ambiente adequado para o plantio:

Jardins Residenciais / Praças / Parques

Matriz: Parque da Lagoa do Peri - 27° 43’ 49.8” S  48° 30’ 47.4” O

Jasmim-catavento - Tabernaemontana catharinensis

 

Características: árvore de raiz pivotante, copa globosa e folhas semicaducas. Floração expressiva, de cor branca, com perfume, de agosto a dezembro. A frutificação ocorre de abril a maio, e é ornamental.

 

Observações: espécie pioneira, típica de mata de restinga e de mata de encosta, indicada para a recuperação de áreas degradadas. Seu crescimento é rápido e a muda é de fácil produção. Gosta de exposição plena ao sol e de solo com constituição arenosa ou argilosa.

Ambiente adequado para o plantio:

Jardins Residenciais / Praças / Parques

Matriz: Sertão do Ribeirão - 27° 45’ 38.1” S  48° 32’ 01.2” O

Árvores No.1

Pequeno Porte

© 2017 Árvores Nativas de Floripa.

Este site foi realizado com recursos provenientes de compensação ambiental.