Árvores No.3

Grande Porte

Açoita-cavalo - Luehea divaricata

 

Características: árvore de raiz pivotante, copa globosa, folhagem ornamental e folhas caducas. Floração expressiva, de cor rosa, com perfume, de dezembro a julho. A frutificação ocorre de abril a outubro, é ornamental e atrativa para aves.

Observações: espécie pioneira, típica de mata de encosta e de mata de baixada, indicada para a recuperação de áreas degradadas. Seu crescimento é moderado e a muda é de fácil produção. Gosta de exposição plena ao sol e de solo com constituição arenosa ou argilosa.

Ambiente adequado para o plantio:

Parques / Canteiros de Avenidas

Matriz: Parque do Córrego Grande - 27° 35’ 58.9” S  48° 30’ 38.2” O

Angelim - Andira anthelmia

 

Características: árvore de raiz pivotante, copa globosa, folhagem ornamental e folhas semicaducas. Floração expressiva, de cor rosa, de outubro a novembro. A frutificação ocorre de fevereiro a março e é atrativa para aves.

 

Observações: espécie pioneira, típica de mata de restinga e de mata de encosta, indicada para a recuperação de áreas degradadas. Seu crescimento é moderado e a muda é de fácil produção. Gosta de exposição plena ao sol e de solo com constituição argilosa.

Ambiente adequado para o plantio:

Jardins Residenciais / Praças / Parques / Canteiros de Avenidas

Matriz: Maciço da Costeira - 27° 37’ 42.0” S  48° 30’ 15.1” O

Batinga - Eugenia rostrifolia

 

Características: árvore de raiz pivotante, copa oval, folhagem ornamental e folhas perenes. Floração pouco expressiva. A frutificação ocorre de setembro a fevereiro e é atrativa para aves.

 

Observações: espécie clímax, típica de mata de encosta. Seu crescimento é lento e a muda é de fácil produção. Gosta de local sombreado e de solo com constituição arenosa ou argilosa.

Ambiente adequado para o plantio:

Praças / Parques / Canteiros de Avenidas

Matriz: Parque do Córrego Grande - 27° 35’ 56.6” S  48° 30’ 39.8” O

Caroba - Jacaranda micrantha

 

Características: árvore de raiz pivotante, copa colunar, folhagem ornamental e folhas caducas. Floração exuberante, de cor roxa, de outubro a dezembro. A frutificação ocorre de julho a outubro e é ornamental.

 

Observações: espécie pioneira, típica de mata de encosta, indicada para a recuperação de áreas degradadas. Seu crescimento é rápido e a muda é de fácil produção. Gosta de exposição plena ao sol e de solo com constituição argilosa.

Ambiente adequado para o plantio:

Parques / Canteiros de Avenidas

Matriz: Parque da Lagoa do Peri - 27° 44’ 44.0” S  48° 31’ 17.5” O

Camboatá-vermelho - Cupania vernalis

 

Características: árvore de raiz pivotante, copa globosa e folhas perenes. A floração é pouco expressiva. A frutificação ocorre de setembro a dezembro, é ornamental e atrativa para aves.

 

Observações: espécie clímax, típica de mata de encosta. Seu crescimento é moderado e a muda é de fácil produção. Gosta de exposição plena ao sol e de solo com constituição arenosa ou argilosa.

Ambiente adequado para o plantio:

Praças / Parques / Canteiros de Avenidas

Matriz: Parque da Lagoa do Peri - 27° 44’ 44.0” S  48° 31’ 17.5” O

Carvalho-brasileiro - Roupala montana

 

Características: árvore de raiz pivotante, copa irregular, folhagem ornamental e folhas semicaducas. Floração expressiva, de cor branca, de dezembro a fevereiro. A frutificação ocorre de fevereiro a abril.

 

Observações: espécie pioneira, típica de mata de encosta, indicada para a recuperação de áreas degradadas. Seu crescimento é moderado e a muda é de fácil produção. Gosta de exposição plena ao sol e de solo com constituição argilosa.

Ambiente adequado para o plantio:

Praças / Parques / Canteiros de Avenidas

Matriz: Naufragados - 27° 49’ 09.8” S  48° 33’ 43.8” O

Cedro - Cedrela fissilis

 

Características: árvore de raiz pivotante, copa globosa, folhagem ornamental e folhas caducas. A floração é pouco expressiva. A frutificação ocorre de julho a agosto e é ornamental.

 

Observações: espécie pioneira, típica de mata de encosta, indicada para a recuperação de áreas degradadas. Seu crescimento é rápido e a muda é de fácil produção. Gosta de exposição plena ao sol e de solo com constituição argilosa. 

Ambiente adequado para o plantio:

Parques / Canteiros de Avenidas

Matriz: Sertão do Peri - 27° 45’ 47.8” S  48° 31’ 50.5” O

Embiruçu - Pseudobombax grandiflorum

 

Características: árvore de raiz pivotante, copa irregular, folhagem ornamental e folhas caducas. Floração exuberante, de cor branca, de junho a setembro. A frutificação ocorre de setembro a outubro e é ornamental.

 

Observações: espécie pioneira, típica de mata de encosta, indicada para a recuperação de áreas degradadas. Seu crescimento é rápido e a muda é de fácil produção. Gosta de exposição plena ao sol e de solo com constituição arenosa.

Ambiente adequado para o plantio:

Praças / Parques / Canteiros de Avenidas

Matriz: Maciço da Costeira - 27° 38’ 38.6” S  48° 30’ 20.9” O

Guabiroba - Campomanesia xanthocarpa

 

Características: árvore de raiz pivotante, copa globosa e folhas semicaducas. Floração expressiva, de cor branca, de setembro a novembro. Sua frutificação ocorre de novembro a dezembro, é ornamental, atrativa para aves e própria para o consumo humano.

 

Observações: espécie clímax, típica de mata de encosta. Seu crescimento é lento e a muda é de fácil produção. Gosta de exposição plena ao sol e de solo com constituição arenosa ou argilosa.

Ambiente adequado para o plantio:

Praças / Parques

Matriz: Parque da Luz - 27° 35’ 33.9” S  48° 33’ 40.0” O

Guamirim - Myrcia brasiliensis

 

Características: árvore de raiz pivotante, copa corimbiforme, folhas perenes. Floração expressiva, de cor branca, com perfume, de dezembro a fevereiro. Sua frutificação ocorre de março a outubro, é ornamental e atrativa para aves.

 

Observações: espécie pioneira, típica de mata de restinga e de mata de encosta, indicada para a recuperação de áreas degradadas. Seu crescimento é lento e a muda é de fácil produção. Gosta de exposição plena ao sol e de solo com constituição arenosa ou argilosa.

Ambiente adequado para o plantio:

Praças / Parques / Canteiros de Avenidas

Matriz: Lagoinha do Leste - 27° 46’ 47.1” S  48° 30’ 03.3” O

Guamirim-araçá - Myrcia glabra

 

Características: árvore de raiz pivotante, copa globosa, folhagem ornamental e folhas perenes. A floração é pouco expressiva. A frutificação ocorre de julho a setembro, e é atrativa para aves.

 

Observações: espécie pioneira, típica de mata de encosta, indicada para a recuperação de áreas degradadas. Seu crescimento é moderado e a muda é de fácil produção. Gosta de exposição plena ao sol e de solo com constituição arenosa ou argilosa.

Ambiente adequado para o plantio:

Praças / Parques / Canteiros de Avenidas

Matriz: Lagoinha do Leste - 27° 46’ 46.7” S  48° 30’ 02.0” O

Ingá-macaco - Inga sessilis

 

Características: árvore de raiz superficial, copa globosa e folhas semicaducas. Floração expressiva, de cor branca, de fevereiro a setembro. A frutificação ocorre de julho a janeiro, é ornamental e atrativa para aves.

 

Observações: espécie pioneira, típica de mata de encosta e de mata de baixada, indicada para a recuperação de áreas degradadas. Seu crescimento é rápido e a muda é de fácil produção. Gosta de exposição plena ao sol e de solo com constituição arenosa.

Ambiente adequado para o plantio:

Praças / Parques / Canteiros de Avenidas

Matriz: Maciço da Costeira - 27° 37’ 38.7” S  48° 30’ 10.6” O

Ipê-roxo - Handroanthus heptaphyllus

 

Características: árvore de raiz pivotante, copa globosa e folhas caducas. Floração exuberante, de cor rósea/roxa, de janeiro a fevereiro e de junho a agosto. A frutificação ocorre de outubro a novembro.

 

Observações: espécie clímax, típica de mata de encosta. Seu crescimento é rápido e a muda é de fácil produção. Gosta de exposição plena ao sol e de solo com constituição argilosa.

Ambiente adequado para o plantio:

Praças / Parques / Canteiros de Avenidas

Matriz: Parque da Luz - 27° 35’ 31.2” S  48° 33’ 35.4” O

Jacatirão - Miconia cinnamomifolia

 

Características: árvore de raiz pivotante, copa oval, folhagem ornamental e folhas perenes. Floração expressiva, de cor branca, com perfume, de novembro a janeiro. A frutificação ocorre de fevereiro a junho e é atrativa para aves.

 

Observações: espécie pioneira, típica de mata de encosta, indicada para a recuperação de áreas degradadas. Seu crescimento é moderado e a muda é de difícil produção. Gosta de exposição plena ao sol e de solo com constituição argilosa.

Ambiente adequado para o plantio:

Parques / Canteiros de Avenidas

Matriz: Maciço da Costeira - 27° 37’ 35.4” S  48° 29’ 55.7” O

Louro - Cordia trichotoma

 

Características: árvore de raiz pivotante, copa colunar, folhagem ornamental e folhas semicaducas. Floração expressiva, de cor branca, com perfume, de janeiro a abril. A frutificação ocorre de maio a julho.

 

Observações: espécie pioneira, típica de mata de encosta, indicada para a recuperação de áreas degradadas. Seu crescimento é rápido e a muda é de fácil produção. Gosta de exposição plena ao sol e de solo com constituição argilosa.

Ambiente adequado para o plantio:

Parques / Canteiros de Avenidas

Matriz: Maciço da Costeira - 27° 37’ 33.5” S  48° 29’ 54.4” O

Pindaíba - Xylopia brasiliensis

 

Características: árvore de raiz pivotante, copa cônica, folhagem ornamental e folhas perenes. Floração pouco expressiva. A frutificação ocorre de dezembro a fevereiro, é ornamental e atrativa para aves.

 

Observações: espécie pioneira, típica de mata de encosta, indicada para a recuperação de áreas degradadas. Seu crescimento é rápido e a muda é de difícil produção. Gosta de exposição plena ao sol e de solo com constituição arenosa ou argilosa.

Ambiente adequado para o plantio:

Praças / Parques / Canteiros de Avenidas

Matriz: Lagoinha do Leste - 27° 46’ 58.6” S  48° 29’ 23.1” O

Santa-rita - Laplacea fruticosa

 

Características: árvore de raiz pivotante, copa globosa, folhagem ornamental e folhas perenes. Floração expressiva, de cor branco-amarelada, com perfume, de abril a novembro. A frutificação ocorre de fevereiro a julho.

 

Observações: espécie clímax, típica de mata de restinga e de mata de baixada. Seu crescimento é moderado e a muda é de fácil produção. Gosta de local sombreado e de solo com constituição arenosa ou argilosa.

Ambiente adequado para o plantio:

Praças / Parques / Canteiros de Avenidas

Matriz: Parque das Dunas da Conceição - 27° 38’ 00.4” S  48° 28’ 03.2” O

Tucaneira - Citharexylum myrianthum

 

Características: árvore de raiz pivotante, copa irregular, folhagem ornamental e folhas caducas. Floração expressiva, de cor branca, de setembro a dezembro. A frutificação ocorre de janeiro a abril, é ornamental e atrativa para aves.

 

Observações: espécie pioneira, típica de mata de baixada, indicada para a recuperação de áreas degradadas. Seu crescimento é rápido e a muda é de fácil produção. Gosta de exposição plena ao sol e de solo com constituição arenosa ou argilosa.

Ambiente adequado para o plantio:

Parques

Matriz: Parque da Luz - 27° 35’ 34.8” S  48° 33’ 40.6” O

03

Árvores de Grande Porte

Maiores do que 12 metros de altura e com copas de mais de 12 metros de diâmetro (essas árvores devem ser plantadas longe de edificações, mobiliários urbanos e rede de energia elétrica).

*Nome popular - Nome científico (espécie)

Timbaúva - Enterolobium contortisiliquum

 

Características: árvore de raiz pivotante, copa corimbiforme, folhagem ornamental e folhas caducas. Floração expressiva, de cor branca, de novembro a fevereiro. A frutificação ocorre de maio a junho.

 

Observações: espécie pioneira, típica de mata de restinga e de mata de baixada, indicada para a recuperação de áreas degradadas. Seu crescimento é rápido e a muda é de difícil produção. Gosta de exposição plena ao sol e de solo com constituição arenosa ou argilosa.

Ambiente adequado para o plantio:

Parques / Canteiros de Avenidas

Matriz: Parque do Córrego Grande - 27° 35’ 52.7” S  48° 30’ 39.6” O

© 2017 Árvores Nativas de Floripa.

Este site foi realizado com recursos provenientes de compensação ambiental.